Energia Vital

Cada vez mais se fala em energias e como elas podem ser terapêuticas, influênciando de forma positiva os nossos estados emocionais e como se relacionam com os nossos pensamentos e com o nosso corpo. Cada vez mais vêm-me perguntar qual é a minha opinião em relação a essas energias. Bem... energia só existe uma, podemos chamar o que quiseremos mas ela faz parte de toda a nossa criação, de todas as coisas, do mundo e do universo. Os cientistas têm se deparado com muitos dilemas porque é uma energia que não é visível através da nossa percepção visual. É preciso usar a nossa percepção emocional e sensorial para entender-mos que ela existe e que actua no nosso meio envolvente. Se queremos falar de energia temos de falar nas frequências e nas próprias vibrações que produzem e que sentimos por todo o nosso corpo. Como Nikola Tesla uma vez disse: "Se queremos desvendar os segredos do universo temos de pensar em energias, frequências e vibrações." Acabo por concordar com ele e de facto temos um Universo dentro de todos nós.

É fascinanate e muito interessante o que podemos fazer se realmente soubermos como aproveitar e compreender esta energia de que tanto se fala. E toda a gente é capaz de sentir e compreender este fenómeno e de como usufruí-la. Um bom exercício prático para a aperfeiçoa-la é a meditação. A nossa consciência é uma poderosa força electro-magnética que controla todas as nossas percepções. A percepção visual, o olhar sobre todas as coisas que vemos, a percepção emocional, a compreensão de todas as criações existentes, e por fim, a percepção sensorial que permite criar a ponte onde a mente (razão) e o coração (emoção) se tocam, criando as nossas próprias sensações. Aliás, o nosso corpo é a base de todas as nossas sensações, onde se canalizam, isto é, a ligação entre a energia vital ao mundo material. O corpo acaba por ser uma ferramenta de comunicação para podermos sentir e compreender as nossas sensações e como elas nos influênciam. Para podermos usar estas percepções precisamos de canalizar, controlar e usar a energia vital que por sua vez, necessitamos da nossa concentração e do foco em nós mesmos, compreender e aceitar quem nós somos e como funcionamos, porque a energia é controlada através da nossa consciência, isto é, flui de maneira diferente em cada um de nós. Podemos então dizer que a energia vital comunica através dos nossos pensamentos, emoções e sensações e precisamos de "descodificar" cada uma destas precepções afim de compreender como é que a energia vital actua. Para isso necessitamos da nossa racionalidade (mente).

Na minha jornada à procura de mais conhecimento sobre a fisiologia da mente humana, tive o gosto de conhecer o Paul Milhazes, um quiropático com certificação em kinesiologia avançada que trabalha em vários pontos do globo. Fui a uma palestra sua, aqui no Porto, onde deu-nos a conhecer esta tal energia vital, a que chamam de Prana ou Chi e como podemos usufruir dela. Concedeu-nos algumas técnicas para que possamos usar esse "poder" para o nosso próprio benefício. Esses exercícios fazem parte do conhecimento de alguns fisioterapeutas, massagistas e de próprios quiropatas onde analisam e estimulam zonas do corpo que estão bloqueadas para que essa energia possa fluir livremente por todo o corpo para que o paciente sinta capaz de se sentir bem. O corpo acaba por ser uma ferramenta de auto-cura, fornecendo estímulos e motivação ao cérebro para que haja uma força de superação do problema entre o nosso corpo e a nossa consciência. Os nossos estados emocionais, a capacidade social e racional e até mesmo as nossas capacidades fisicas e motoras são exercitadas positivamente para que haja um bem estar. Esta energia de que falo acaba por potênciar e ser a fonte de toda a inspiração, criatividade e motivação do próprio ser Humano. Uma força vital que mantém qualquer organismo em funcionamento, isto é, vivo. É a energia que permite estarmos em movimento e que permite que a nossa circulação sanguínea possa fluir. Tal como dá motivação, também dá impulso aos nossos processos intrínsecos da nossa biologia como é o caso do nosso corpo e de todos os órgãos existentes. Por exemplo, um fisioterapeuta que saiba usar estas ferramentas acaba por projetar esta energia vital para o paciente, fazendo-o sentir bem, motivado e com bastante ânimo, o que leva a que o próprio paciente se cure, dando-lhe mais energia para superar os seus próprios problemas.

Podemos categorizar esta energia vital nos vários elementos presentes no planeta Terra: a energia vital das estrelas, a energia vital do ar e a energia vital do solo. Estas energias têm propriedades benéficas e que contribuem para o nosso bem-estar pois estimulam os nossos centros energeticos (chakras) e também os nossos pontos de energia (meridianos) distribuídos pelo nosso corpo e que activam agentes externos presentes no nosso sistema linfático para uma maior motivação, tranquilidade e equilíbrio. Toda a gente pode aprender a absorver conscientemente uma quantidade maior de energia vital de modo a aumentar a sua vitalidade, a sua capacidade de trabalho e a sua capacidade de pensar mais claramente. A natureza fornece-nos todas as ferramentas necessarias para o nosso bem-estar e por isso devemos olhar para ela com outra perspectiva, porque toda a criação é feita pelo equilibrio universal.

A energia vital das estrelas é aquela proveniente, por exemplo, da luz do Sol e de todas as estrelas que existem no Universo. Nao estou a falar de energia térmica proveniente do calor, nem da energia fotovoltaica (energia elétrica) proveniente da luz que as estrelas dão. Falo da energia vital da própria estrela solar que provém do núcleo. Uma vez que as estrelas conseguem iluminar os outros planetas e as proprias luas,como por exemplo o Sol que nos ilumina de dia e a Lua que nos ilumina de noite, é atraves dessa luz que imitem vibrações e frequências electro-magnéticas, o que por sua vez, influênciam os nossos estados emocionais e psicologicos. Ao permitirmos receber essa energia para o corpo, promovemos o bem estar. A energia vital do sol pode ser obtido através da exposição da luz, tanto de dia como de noite, ou então pela ingestão de água exposta à mesma. A exposição prolongada da luz solar pode ser prejudicial ao corpo físico, nomeadamente à pele, pois acabamos por estar expostos às outras energias e radiações provenientes do sol.

A energia vital do ar é absorvido maioritariamente pelos pulmões através da respiração e é também absorvido diretamente pelos centros de energia do corpo. Podem ser absorvidos grande quantidade através da respiração sincronizada, lenta e profunda do que pela respiração curta e superficial. Existem exercicios de respiração que oferece harmonia e concentração para a mente e tambem tranquilidade para o corpo. A energia vital do ar também pode ser absorvido pelos poros da pele.

Por fim, a energia vital do solo. Esta energia é mais facilmente absorvida pelas solas dos pés. É um processo automático e inconscientemente. Andar com pés descalços aumenta a quantidade de energia vital do solo e que fornece uma tranquilidade e uma ligação muito forte connosco pois estimula certos pontos energéticos. Esta energia vital do solo influência positivamente as nossas sensações e as nossas emoções. Se formos para um parque e se andarmos com os pés descalços na relva durante 10 minutos e concentrarmos no que estamos a sentir e que sensações estamos a receber, conseguiremos sentir a tranquilidade que a natureza nos ofereçe, o que nos deixará muito mais relaxados durante todo o dia.

Por exemplo, a água do mar absorve a energia vital da estrela solar, da atmosfera do ar e dos minerais provenientes do solo. As plantas e os animais absorvem também todas as energias existentes no planeta. Nós seres humanos, obtemos a maior parte da nossa energia vital a partir do ar que respiramos, mas também de todas as outras energias . Todos os seres vivos dependem desta energia e o cessar desta, constitui o fim da própria vida. Estamos constantemente a gastar as nossas forças a cada pensamento, a cada acto de vontade ou a cada movimento muscular. É necessário uma constante renovação através de técnicas de respiração, meditação e de outras práticas saudáveis para o nosso bem-estar.