Será que a minha intuição está a guiar-me ou simplesmente é a minha imaginação?

Todos sabemos que temos dois hemisférios cerebrais: o cérebro esquerdo e o cérebro direito. A esquerda está relacionada com as decisões lógicas e racionais, o direito é mais para a intuição e para a imaginação. E quando paramos para pensar na intuição e na imaginação torna-se bastante confuso tentar explicar pois nem sempre podemos diferenciar entre a imaginação e a intuição. Immanuel Kant (1724 - 1804), filosofo alemão lembrado como o mais influente pensador da Europa contemporânea, diz-nos que a "intuição é como uma construção da nossa vida e o tipo de pessoas que somos." Kant dizia constantemente que é através dos nossos sentidos que atingimos a percepção da realidade e que a intuição é essencial para compreendermos, o que sentimos, sabemos e somos. Sempre que estiver confusa(o) entre os dois, pergunte a si própria(o) as seguintes questões:"Este "pensamento" veio à mente de repente?"; "Estou a reagir ou a ser controlado por esse pensamento?"; "Estou interessada(o) em ouvir mais reflexões sobre este assunto?"Se respondeu sim a qualquer uma destas questões então posso dizer que está envolvida(o) no mundo da intuição. Não deixe que o seu cérebro esquerdo possa confundi-la(o), isso certamente é a sua intuição. Intuição e imaginação quase sempre trabalham juntas. Se pensa sobre algo na sua mente, a intuição e a imaginação desempenham um papel importante neste processo. O nosso cérebro funciona como uma antena e transmite e recebe todas as mensagens o tempo todo. Assim que entendemos esse conceito, podemos entender facilmente a idéia de intuição. A intuição é mais como ondas de rádio que chegam a uma antena.Essa intuição quando é recebida pelo cérebro traduz-se em imagens, palavras, sensações, etc. Existem maneiras pelas quais pode ajudar o seu cérebro esquerdo a reconhecer a sua intuição e isso facilitará o processo de distinção entre pensamentos e criatividade. Poderá ler o meu artigo sobre a intuição. Se ainda precisar de mais ajuda, aqui estão 5 tarefas que todos podem usar: 

1. Sim ou não: tente e olhe para os seus cinco sentidos e veja como reagem aos acontecimentos externos. Simplesmente questione com um sim ou um não a perguntas sobre tais situações diárias e tente envolver a sua intuição nesse processo de tomada de decisões. Se fizer isso diariamente, será bastante útil. 

2. Escreva-o: Faça uma lista das suas experiências relacionadas à sua intuição que tem no dia-a-dia; não importa o quão seja grande ou pequeno. No final do dia, veja quantos deles estavam corretos. Faça isso todos os dias e poderá ver como o seu cérebro está a funcionar e o quão bom está nas suas habilidades intuitivas. 

3. Associação de palavras: preste atenção ao que diz. A maioria das vezes expressamos a nossa intuição ou os sentimentos, pois a lingua não fornece palavras precisas o tempo todo. Partilhe qualquer informação que sinta que tem, sem mencionar a fonte, porque essa é a sua intuição a trabalhar. 

4. Confie plenamente: Não duvide da sua própria intuição. Confie no máximo que puder. Deixe as outras pessoas duvidar da sua intuição e não se deixe influênciar pelos outros. Confie na sua intuição, porque trará positividade e bondade na sua vida. 

5. Cuide menos: Preocupe-se menos com as respostas que quer saber. Deixe a experiência acontecer. Dessa forma, o seu nível de precisão também aumentará. De que está à espera para usar a sua intuição da melhor maneira possível e também ajudar os outros ao mesmo tempo? Se gostou deste artigo, compartilhe com a sua família e amigos. Gratidão